BOT ou DBOT: Design, Build, Operate & Transfer

Na modalidade de serviço BOT, também conhecida como DBOT (Design, Build, Operate & Transfer), o Grupo Opersan projeta, constrói/reforma e implanta o respectivo sistema de tratamento com uso de capital próprio, bem como realiza a prestação de serviços de operação e manutenção após conclusão da obra. Assumi-se todos os riscos, responsabilidades e custos pelo processo com o fornecimento da mão de obra, produtos químicos, destinação de resíduos, substituição e troca de materiais/equipamentos, além de manter em seu escopo toda gestão, análises e controle ambiental de licenças, descarte de efluentes e/ou fornecimento de água.

Esta modalidade permite que nossos clientes utilizem o tempo dedicado de gestão e o capital que seria investido no processo de tratamento em melhorias de processos, focando efetivamente em sua atividade principal.

O fluxo técnico comercial para se iniciar uma negociação de um serviço BOT parte da realização de um diagnóstico pela nossa equipe de desenvolvimento de negócios, onde é realizado todo levantamento técnico das demandas e necessidades do cliente, para que possamos formular uma proposta robusta que contemple efetivamente uma solução técnica que possua a melhor combinação entre os custos de investimento (CapEx) e os custos de operação (OpEx).

Outra vantagem relevante nesta modalidade é que a remuneração dos serviços só inicia quando o sistema entra em operação, com isso o Grupo Opersan garante continuidade operacional para gerar receita, instalando nas unidades equipamentos de primeira linha, robustos, de fácil acesso aos subfornecedores, com peças sobressalentes e aplicação de duplicidade instalada aos equipamentos mais críticos.

 

BOO: Build, Operate & Own

O BOO (Build, Operate & Own) é bastante similar ao BOT (Build, Operate & Transfer), onde o Grupo Opersan projeta, constrói/instala e opera o respectivo sistema, contemplando todo o investimento, custos operacionais, bem como todo suporte de nossa estrutura técnica e de backoffice, porém a diferença é que ao final do contrato o ativo permanece conosco.

Esta modalidade é aplicada quando o cliente não tem a necessidade ou interesse em obter o ativo imobilizado em seu site, seja em casos de tratamentos de efluentes ou fornecimento de água que tem prazo de geração determinada, sendo também indicada para instalação em clientes que estão em períodos de startup ou paradas de fábrica onde as infraestruturas definitivas ainda não estão concluídas ou em processo de manutenção. 

O período contratual é de prazo determinado e é definido caso a caso conforme acordo comercial entre as partes. Não há um prazo mínimo ou máximo estipulado.

Principais benefícios do modelo:

Foco de recursos na atividade principal

Foco de recursos humano e de capital na atividade principal

icon-dif-sample.png

Transferência de responsabilidade e riscos operacionais e ambientais

icon-dif-sample.png

Redução de alavancagem financeira

icon-dif-sample.png

Transferência de responsabilidade de investimentos futuros de revamp

icon-dif-sample.png

Otimização de custos operacionais

icon-dif-sample.png

Maior previsibilidade orçamentária

Receba o contato de nossos especialistas

Conte com nossa experiência conquistada em mais de 30 anos em soluções de tratamento de águas e efluentes.

Nesse modelo de negócio projetamos, construímos e operamos estações de tratamento de águas e efluentes in loco, passando a ser responsável por toda a gestão operacional e ambiental do ativo.

Preencha o formulário ao lado para receber o contato de um especialista para analisar sua situação e propor a melhor solução para os efluentes da sua empresa.